Sexta, 20 Novembro 2015 21:26

Bel Maia - 22/11/15

Bel é uma artista que vive descobrindo e conquistando os espaços onde possa criar e se expressar. Gosta de compor e de cantar; funde ritmos e estilos para comportarem o que ela quer dizer. Já lançou 4 CDs autorais e independentes (“Rumo Certo”, “Novo Dia”, “Água no Balde”, “Canções que minha avó cantava”) e dois DVDs (“Bel Maia” e “Bem à vontade”). Seus trabalhos fonográficos estão sendo vendidos no Japão, na Alemanha, França, Espanha, Reino Unido e nos Estados Unidos. Há informação de que já foram ouvidos em diversos países da África Austral, na Suíça, na Austrália,  na Coréia do Sul e em todos os países da América do Sul.

 

 

Seu CD ”Água no Balde” teve apresentação de Gilberto Gil e participação especial de Junior Marvin (The Wailers).

 

Sua música “Na Rede” (CD Novo Dia) foi lançada nos Estados Unidos em uma compilação de bossa nova ( I Love Bossa), pelo DJ Seduce, de New York.”

 

Participou de 5 edições do Projeto Vozes de Goiás –SESC( 2008/2009/2010/2014/2015); FICA 2015; das 6 edições do Projeto Goiânia Canto de Ouro(2008/2009/2010/2011/2012/2013), do Canto da Primavera (2004/2006/2008/2010/2012); SEBRAE(2007); Executiva in Concert (2006); Revirada Cultural (2010/2011), gravou com o cantor João Caetano uma faixa do CD Duetos (2009), participou do CD Compositores dos Anos 70  (2007), participou no CD de Juraildes da Cruz – Jóia do Cerrado  (2011), participou no CD Flores de Goya (2012), abriu show do cantor Ivan Lins no Canecão-RJ (2002) e de Milton Nascimento (2012).

 

Depoimento Gilberto Gil sobre o CD Água no Balde:

A voz dependurada num galho não tão alto da árvore sonora está ao alcance fácil dos nossos dedos-ouvidos. Ela canta pra gente ali do batente do meio, sem que seja preciso subir toda a escada que leva ao topo das canções. Não carece que a gente  estique o pescoço da atenção para alcançá-la lá no fundo do quintal de doces batuques armados nas barraquinhas de festa.

Os músicos se divertem com tambores, cordas, teclas e cornetas, como de brinquedo, reproduzindo, com inocente desenvoltura e elegância, a simplicidade das chulas e rojões que nos transportam para as praças do interior. Usam toda a cultura que lhes deram os cânones do pop e do jazz.

As composições são mais alguns novos vagões engatados nesse trem interminável da canção popular brasileira. Correm pelos trilhos dessa rede  da MPB, cujas estações vão se sucedendo – sambas, bossas, xotes, reggaes – sem que se tenha ideia de onde tudo isso vai parar. Aliás, não é mesmo para parar.

Deixem este disco correr ligeiro por aí.        

Gilberto Gil

 

Veja mais em:

http://belmaia.tnb.art.br/

 

http://www.youtube.com/watch?v=amcMVWF5AD4

 

http://www.youtube.com/watch?v=p4wt4AFWvhs

 

http://www.youtube.com/watch?v=wnoWo0QBhZo

 

http://www.youtube.com/watch?v=-AW68Swyg4A