Quinta, 22 Março 2018 15:56

Hudson e Luís Cláudio - 25/03/18

O tenor Hudson Ayres e o violonista Luís Cláudio Fernandes se encontram em uma apresentação musical gratuita na Feira do Cerrado no dia 25/03, das 11h às 12h. No repertório, canções de qualidade nas línguas portuguesa, inglesa, francesa e italiana.
 

HUDSON AYRES

 
O Tenor Brasileiro Hudson Ayres iniciou seus estudos de música na Escola de Música de Brasília em 2000. Em 2010 iniciou sua graduação em Música com habilitação em Canto na Universidade Federal de Goiás sobre a orientação da Professora Dra. Marília Álvares, concluindo seus estudos em 2014. Como solista atuou na montagem do Messias de Haendel (2012); Missa em Dó Menor (2002) e Réquiem (2012) de Mozart; Missa Crioula de Ariel Ramires (2006); Te Deum de Villani-Cortes (2012); Stabat Mater de Rossini (2015), Te Deum e Bruckner (2016); Em montagens de cantatas cênicas e óperas atuou como Catullus - Catulli Carmina, Carl Orff (2005); Nemorino - Lelisir D’Amore, de Donizetti (2012); o Amante - Amélia al Ballo, de Menotti (2013), como Tito na ópera La Clemenza di Tito, de Mozart (2014) e como O Pastor e o Deus Apolo na ópera Orfeo de Monteverdi (2017), o Remendado – Carmen, de Bizet (2017). Em Abril de 2016 realiza concerto do ciclo de canções Die Schöne Müllerin, de Shubert no Teatro da Escola de Música de Brasília a convite da Embaixada da Áustria em comemoração à Semana da Língua Alemã. Em 2014 foi condecorado com o Prêmio Conde de Almaviva no XII Concurso de Canto Lírico Maria Callas. Teve orientação em máster classes dos professores: Niza Tank, Marta Herr, Noemi Lugo, Ricky R. Little e Antônio Salgado. Paralelamente aos estudos de canto lírico, desenvolve intensa atividade cultural com shows de MPB, em teatros (Teatro Goiânia, Teatro Nacional em Brasília, Centro Cultural da UFG, Teatro SESI) e com produção artística em eventos culturais – Saraus, MasterClass e também ações musicais voluntárias.
 
 

LUÍS CLÁUDIO FERNANDES


O Violonista Brasileiro Luís Cláudio Fernandes iniciou seus estudos em música no ano de 2005 no curso de Formação Inicial e Continuada de Música do Centro de Educação Profissionalizante em Artes Basileu França (CEPABF), especialidade violão clássico, com o professor Eziel Rosa Cardoso. Em agosto de 2008, o CEPABF passou a oferecer o curso de habilitação profissional em nível médio de Artes. Luís Cláudio ingressou na primeira turma deste curso na especialidade violão clássico. A solenidade de formatura ocorreu em 13 de abril de 2012, com a participação de Luís Cláudio no espetáculo Carmina Burana Atque Imaginubus Magicis. Ao longo de sua formação, participou de cinco recitais do CEPABF, atuando tanto em violão solo quanto em duo de violão e flauta. Luís Cláudio participou de masterclasses de violão, executando peças do repertório desse instrumento para os professores Henrique Pinto (SP), Erisvaldo Borges (PI), Nonato Luiz (CE) Vinícius Linhares (GO) e Pedro Martelli (CE). Na condição de ouvinte, participou de masterclasses e oficinas de alguns dos melhores violonistas do mundo, como Turíbio Santos, Fábio Zanon e Sebastião Tapajós (Brasil), Jorge Caballero  (Peru) e Ana Vidovic (Croácia). Em abril de 2017, Luís Cláudio demonstrou seu repertório de violão erudito no lançamento do livro de poesias Idiossingrafias, do escritor goiano Jairo Rabelo. Luís Cláudio também atua como cantor; representou o estado de Goiás em 2012, 2013 e 2015 no Festival da Canção Francesa, evento de nível nacional promovido anualmente pela Aliança Francesa, logrando o segundo lugar na etapa regional em 2013 defendendo a canção Je Suis Un Homme.